Notícias

Interna

DEFENSORIA ASSINA PROTOCOLO DE INTENÇÕES COM A EMPRESA VENTOS DE SÃO CLEMENTE

A Defensoria Pública de Pernambuco assinou protocolo de intenções com a empresa Ventos de São Clemente, na terça-feira (07), para minimizar possíveis danos causados aos moradores dos municípios de Caetés, Venturosa, Pedra e Capoeiras, no Agreste, em decorrência do funcionamento de torres de energia eólica. Os equipamentos, instalados no terreno das casas por meio de concessão, estão trazendo, segundo alega a população, danos à qualidade de vida. O barulho das turbinas, relatam os moradores, prejudica o sono, causando problemas como insônia, e as sombras das hélices tem acarretado a fotossensibilidade. A ação é da Subdefensoria das Causas Coletivas, representada pelo Subdefensor Rafael Alcoforado Domingues em parceria com o Núcleo da Defensoria Pública de Garanhuns, através do Defensor Público Vinicius Tonon, com atuação na Comarca de Caetés.

 No protocolo firmado entre a Defensoria Pública e a Ventos de São Clemente, ficou acertado que, caso os moradores aceitem a proposta, a empresa reformará as casas para que possuam isolamento acústico e na plantação de árvores para diminuir os efeitos das sombras das hélices na área das casas. Nas residências que ficam no raio de 150 metros, as famílias serão realocadas para um outro ponto da cidade.

 "As famílias agora serão comunicadas do protocolo. Os moradores que concordarem vão ter suas casas reformadas para que atinjam níveis aceitáveis de ruído e os mais próximos serão realocados. Os que não quiserem assinar o acordo poderão discutir a existência de eventual dano", explicou o Defensor Público Vinicius Tonon, que está à frente do acordo, acrescentando que os moradores serão comunicados nos próximos dias através de uma audiência pública que será convocada no município.

Redação: Pedro Cunha 

Imagens: @jhpaparazzo

Assessoria de Comunicação

Galeria de Fotos